Site Map
  Home Home Forum Forum Minha conta Minha conta Participe Participe Contactos Contactos
Rotas Turísticas
www.rotasturisticas.com

Participe
Conte-nos acerca dos destinos de férias que visitou. Clique aqui.
Destinos de Férias
Portugal
Férias e informação: VILA DO BISPO

VILA DO BISPO o que fazer, o que visitar, onde ir, onde comer, reserva de hotéis, aeroportos mais próximos, fotos, informação geral, dicas, etc.
Avaliação geral Ainda não temos pontuação

Seja o primeiro a dar opinião acerca de VILA DO BISPO
Hotéis em VILA DO BISPO
Faça a sua reserva de hotel para VILA DO BISPO
 
Hotel Mira Sagres
Vila do Bispo
   
Sagres Inland - Aldeia da Pedralva
Vila do Bispo
   
Quinta da Pedra
Vila do Bispo
   
Monte de Santo Antonio - Turismo Rural
Vila do Bispo
 
 
Casa da Praia - Vila do Bispo 1
Vila do Bispo
   
Vivenda Familia Pedro
Vila do Bispo
   
Pure Flor de Esteva
Vila do Bispo
   
Nature Beach Resort Quinta Al-Gharb
Vila do Bispo
 
 
Barranco do Zambujeiro
Vila do Bispo
 

Aeroportos próximos de VILA DO BISPO a uma distância máxima de 250 km do centro de VILA DO BISPO
PRM - Portimão 29.96 km do centro de VILA DO BISPO - Aeroporto Regional
FAO - Faro 83.89 km do centro de VILA DO BISPO - Aeroporto internacional
LPBJ - Beja 140.75 km do centro de VILA DO BISPO - Aeroporto internacional
LIS - Portela, Lisboa 188.70 km do centro de VILA DO BISPO - Aeroporto internacional

Informações gerais acerca de VILA DO BISPO
Vila do Bispo é uma vila portuguesa no Distrito de Faro, região e sub-região do Algarve, com cerca de 918 habitantes (2011).

É sede de um município com 178,99 km² de área e 5 258 habitantes (2011), subdividido em 5 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Aljezur, a nordeste por Lagos e a sul e oeste tem litoral no oceano Atlântico. O litoral do município, desde a costa oeste até à praia de Burgau a leste, faz parte do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.
Fonte: wikipedia
Turismo
Raposeira
Um dos locais de habitação do Infante D. Henrique no sudoeste do Algarve, a quem a tradição atribui uma casa, hoje descaracterizada, de que se identificou apenas o lintel de um portal do séc. XVI. Diversas casas com portais dos sécs. XV e XVI.

Igreja Matriz
Da sua fundação, no séc. XVI, restam os portais manuelinos frontal e lateral, a torre sineira terminada por pirâmide octogonal, o arco do altar-mor e, nas traseiras, uma curiosa mísula com rosto humano.
Retábulos laterais em talha dourada com imagens. Retábulo representando São Miguel esmagando o demónio. Alfaias religiosas (sécs. XVI/XVIII).

Ermida da Nossa Senhora de Guadalupe
Associada à tradição de ser local de prece do Infante D. Henrique. Romano-gótica (possivelmente do séc. XIII). Fachada singela com portal ogivado e rosácea. Capela-mor com colunas laterais de capitéis esculpidos e abóbada artesoada. Contrafortes laterais com gárgulas. Envolvida por paisagem rural, integrava-se na Quinta da Raposeira, onde existem ruínas de um solar do séc. XV.

Budens
Povoação de ruas pitorescas, com antiga fonte e tanque de lavagem de roupa. Nas proximidades, as torres de moinhos abandonados e um típico forno de cal.

Igreja Matriz
Templo rural (séc. XVIII). Altares de talha dourada. Interessante imagem de Nossa Senhora do Rosário (séc. XVII). Alfaias religiosas (sécs. XVI/XVIII).

Ermida de Santo António
Edifício do séc. XVIII. Adro com vista panorâmica.

Ermida de São Lourenço
Construção dos sécs. XVI/XVII. Frontal do altar com azulejos do séc. XVIII.

Barão de São Miguel
Típica povoação rodeada por montes arredondados cobertos de estevas.

Igreja Matriz
Origem do séc. XVI. Retábulo barroco com imagem do Arcanjo São Miguel (séc. XVIII).

Sagres
Origem anterior à conquista romana. A presença frequente do Infante D. Henrique, durante o início da navegação atlântica e da descoberta da costa africana até ao golfo da Guiné, associou este pitoresco porto de pesca aos Descobrimentos.
A Vila do Infante e a fortaleza que a protegia, fundadas pelo Infante D. Henrique, foram destruídas e saqueadas por Sir Francis Drake, em 1587, na continuação da acção de corso, após o ataque a Cadiz, que atingiu igualmente Faro.
Na Ponta de Sagres, gigantesco dedo de pedra apontando para o Oceano, edificações evocam o passado de um local que faz parte da história do mundo.

Fortaleza
Origem no séc. XV, com sucessivas reconstruções e reparações nos sécs. XVI, XVII e XVIII. Completada por antigas baterias que defendiam as praias do Tonel e da Mareta.

Igreja da Nossa Senhora da Graça
A tradição indica ter sido fundada pelo Infante D. Henrique. Edificação do séc. XVI, com portal renascença. No altar, interessante imagem de São Vicente segurando uma nau (séc. XVII). Lápides sepulcrais dos sécs. XVI e XVII.

Rosa-dos-ventos
Vasto círculo radiado com 43m de diâmetro, desenhado no solo por pedras. Possível origem no séc. XV.

Torre-cisterna
Interessante vestígio das antigas edificações. Actualmente integrada num moderno complexo.

Circuito Panorâmico
Um dos encantos da Ponta de Sagres são os amplos horizontes e as variadas perspectivas sobre a costa, proporcionadas pelos caminhos rentes às falésias, escavadas por vastas cavernas.

Cabo de São Vicente
A sua posição como local sagrado desde o Neolítico é comprovada pela existência de importantes núcleos de menires, bem como pelo relato, por parte de autores gregos (séc. IV a.C.), de cerimónias religiosas envolvendo libações e a proibição da presença de seres humanos durante a noite, visto ser frequentado por deuses. No período em que os fenícios tiveram feitorias no Algarve, tem-se como certa a existência de um santuário dedicado às divindades solares de Hercules-Melcart, enquanto em Sagres existia um outro sob a invocação de Cronos-Saturno-Baal.
Para os romanos, toda a área fazia parte do Promontorium Sacrum (de onde derivou o nome de Sagres), ponto extremo do ocidente, onde o sol, no seu ocaso, fazia ferver as águas do Oceano.
A trasladação, após a invasão árabe, do corpo de São Vicente para o cabo que recebeu o seu nome, tomou-o local de peregrinação durante séculos. As relíquias foram, em 1173, mandadas transportar para Lisboa pelo primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques.
Local de passagem obrigatória dos navios em direcção ao Mediterrâneo, o Cabo de São Vicente foi palco de importantes batalhas navais. Em 1693, o almirante francês Tourville derrotou uma esquadra anglo-holandesa. Uma armada espanhola sofreu igual sorte, em 1780, frente ao almirante inglês Rodney. Nelson e Jarvis derrotaram outra armada espanhola, em 1797. A esquadra ao serviço do rei absolutista D. Miguel foi capturada em 1833 pela armada liberal, hasteando a bandeira da sua sobrinha, a rainha D. Maria II.

Fortaleza
Construção do séc. XVI, com reedificações nos sécs. XVII e XVIII. Armas de D. João III na porta principal. No seu interior, o antigo convento dos frades Jerónimos, fundado no séc. XVI.
O curioso farol no extremo do Cabo é uma versão actualizada daquele que o bispo do Algarve D. Fernando Coutinho mandou erguer para a segurança da navegação, em 1515.

A Música das Ondas
No Cabo, abrem-se profundas fendas que, em dia de mar agitado, se transformam em ruidosos órgãos naturais.

As Fortalezas de Defesa da Costa
A importância estratégica do Cabo de São Vicente e a necessidade de proteger as populações dos ataques de piratas levaram a que toda a costa fosse poderosamente fortificada. Além das fortalezas de Sagres e do Cabo de São Vicente, chaves da defesa do litoral, muitas outras foram construídas, oferecendo excelentes panoramas a quem percorre a orla costeira.

Torre de Aspa
Ruínas de uma atalaia numa colina sobranceira ao mar (146 m de altitude). Panorama cobrindo toda a costa até ao Cabo de São Vicente e Sagres.

Burgau
Fortificação construída no reinado de D. João IV (séc. XVII). Perto, restos de uma torre do séc. XVI.

Bocado Rio
Forte mandado construir por Filipe III (séc. XVII), actualmente em ruinas. A alguma distância, vestígios de uma ermida medieval e de uma atalaia.

Figueira
Restos de fortificação do séc. XVI. De difícil acesso.

Zavial
Ruínas de fortificação do séc. XVII. Na Ponte da Torre, ruínas de grande torre de alvenaria de uma atalaia.

Baleeira
Restos de fortificação e de torre de vigia.

Beliche
Fortaleza dos séc. XVI. Escudo de armas do rei D.Filipe III, na porta de entrada. Capela de Santa Catarina, de forma cúbica, recordando a forma dos morabitos (celas de ascetas muçulmanos).

Um Tesouro Arqueológico
A existência de veios de sílex na área do concelho de Vila do Bispo deve ter sido, simultaneamente com a possibilidade de obter alimentos a partir da riqueza da fauna marinha, demonstrada pela presença de concheiros, uma das causas dos primeiros povoamentos humanos.
São, porém, os inúmeros menires (4.000 a 3.000 a.C.) o mais interessante testemunho do passado. Talhados em calcário branco, habitualmente de forma cónica, e apresentando em alguns casos decorações em relevo, eles evocam antigos cultos ligados à fertilidade e aos mortos.
Os romanos deixaram, também, importantes testemunhos da indústria de salga de peixe e da produção de ânforas para o seu transporte.

Vale de Gato de Cima
Três menires dispersos.

Pedra Escorregadia
Três menires decorados e uma sepultura colectiva com corredor e câmara.

Casa do Francês
Seis pequenos menires e uma laje decorada com covinhas e sulcos.

Amantes
Conjunto de numerosos menires que integravam dois cromeleques.
Adreneira
Três menires que terão integrado um cromeleque.

Figueira
Necrópoles de cistas constituídas por lajes de grés (Idade do Bronze).
Conjunto de seis menires.

Praia da Salema
Restos de "villa" romana e de fábrica de conservas de peixe.

Boca do Rio
Importante "villa" romana com frescos e mosaicos, balneário, armazéns e fábrica de salga e conserva de peixe. Possivelmente integrou um porto. Perto, duas necrópoles.

Milrei
Conjunto de 21 menires, alguns com decoração. Perto, 2 lajes decoradas com covinhas.

Padrão
Conjunto de 15 menires, alguns com decoração.

Ingrina
Necrópole de cistas em lajes de calcário. Perto, três menires.

Praia do Martinhal
Importante centro oleiro romano, com três fornos para produção de ânforas. Nos ilhéus em frente à praia, vestígios de tanques para salga de peixe.

O Prazer do Sol e do Mar
A costa que se estende para norte e este do Cabo de São Vicente é recortada por mais de vinte praias. Algumas são conchas de areia no fundo de arribas, outros extensos areias com uma vastidão de mar. Todas são diferentes nos seus encantos, convidando ao prazer da sua:

Murração
Pequena praia com largo areal.

Barriga e Cordoama
Colar de areias extensos separados por falésias, mas com acesso entre elas. Muito Tranquilos.

Castelejo
Praia envolvida por formações rochosas. Equipamento turístico.

Ponta Ruiva.
Areais no fundo de altas escarpas. Pouco frequentadas.

Telheiro
Praia agradável e abrigada.

Beliche
Areal no fundo de pequena baía escavada na falésia. Tranquila.

Tonel
Praia abrigada. Com boas perspectivas sobre a Ponta de Sagres e o Cabo de São Vicente. Equipamento de apoio.

Mareta
Praias extensas. Equipamento turístico. Pontos de partida para descobrir os encantos submarinos de uma costa recortada por grutas e furnas.

Martinhal e Rebolinhos
Extensos areais envoltos numa ampla baía. Vistas deslumbrantes para os ilhotes em frente às praias. Equipamento turístico.

Barranco, Ingrina e Zavial
Areias em concha no fundo de pequenas baías. Tranquilas. Equipamento Turístico.

Figueira
Pequena praia isolada.

Salema
Integrada em pitoresca povoação de pescadores. Praia agradável. Equipamento turístico.

Cabanas Velhas e Almádena
Praias pequenas e pouco frequentadas.

Burgau
Típico porto de pesca debruçado sobre o mar. Familiar e tranquila. Equipamento turístico.

Paraíso de Pescadores, Surfistas e Mergulhadores
Toda a costa a norte de São Vicente é um vasto pesqueiro onde se capturam aqueles peixes que fazem história, desde as combativas corvinas aos saborosos robalos. Cada rocha, cada enseada tem os seus apreciadores, os seus pescadores habituais. Depois, é a perícia e a sorte que ditam os resultados da pescaria…
Igualmente, os surfistas apreciam a costa norte pelas suas ondas regulares, pela segurança dos areais extensos e pela total liberdade do oceano.
A observação submarina tem, na ampla enseada definida pela Ponta de Sagres e o Cabo de São Vicente, um local privilegiado para apreciar o colorido dos cardumes de peixes, as paisagens de sonho feitas de grutas e furnas escavadas nas falésias.
Perto de Budens, um campo de golfe entre colinas arredondadas e com horizontes de mar é o convite para a passagem de horas agradáveis, perseguindo uma bola branca entre relvados.

Área de Paisagem Protegida da Costa Vicentina
A beleza paisagística e a riqueza da fauna e da flora do amplo arco da costa, que se estende de Belixe a Odeceixe, levaram à criação de uma Área de Paisagem Protegida. Aqui, é possível admirar dezenas de espécies de flores silvestres, observar animais como o javali e a águia no seu habitat natural. Oportunidade para passeios agradáveis, mas sempre diferentes, por entre arribas e areais.
Fonte: visitalgarve
Gastronomia
A gastronomia que caracteriza o concelho de Vila do Bispo, baseia-se no que o mar tem para oferecer, não fosse esta uma zona predominantemente piscatória.
A sua alimentação consiste essencialmente num leque variado de peixe fresco, confeccionado de variadíssimas formas, grelhado, assado, cozido ou frito, o marisco, que se come cozido e os bivalves que são abertos na chapa. Contudo, na época de caça que, normalmente tem início em Outubro e termina em Dezembro, é comum confeccionar-se pratos de javali, perdizes, codornizes, lebre ou coelho bravo.
Na doçaria utiliza-se o figo e a amêndoa com abundância, bem como a massa de pão com açúcar acrescido de outros ingredientes, como por exemplo os torresmos.

De entre os pratos confeccionados no concelho destacam-se:
Arjamolho ou Sopas de Água Fresca nome atribuído ao tradicional gaspacho e serve para acompanhar a sardinha assada.
Caldo de farinha torrada
Arroz de peixe quanto maior for a variedade de peixe na confecção deste prato mais saboroso fica, devendo ser acrescentado camarão.
Arroz de marisco
Feijoada de búzios
Feijão verde guisado com batatas
Massa de peixe normalmente cozinhada com corvina, cherne, tamboril, peixe-galo (alfaquete) e pata-roxa.
Papas de xerém / xarém (papas de milho com sardinhas de pequena dimensão)
Papas Mouras papas de milho cozinhadas com o caldo da escalda das morcelas
Caldeirada uma posta de moreia ou uma sardinha atribui um sabor especial à caldeirada
Carapaus alimados estes são cozidos com orégãos, e é retirada a pele
Chocos fritos com tinta
Chocos com batata doce o choco é guisado. Excelente contraste entre o sabor salgado do choco e o doce da batata.
Arroz de polvo
Arroz de mexilhão prato típico do concelho
Lulas cheias
Sopa de gravanços gravanços é uma espécie de grão. Sabia que o grão não pode ser apanhado de dia, pois o calor faz com que este estale, só pode ser apanhado de noite.
Sopas de tomate ? com pão e ovos escalfados
Grão com acelgas a acelga é uma planta que se apanha no Inverno e que dá um sabor singular ao grão. Contraste gustativo entre o sabor da terra da acelga e a doçura do grão.
Borrego churro algarvio raça de borrego de pêlo comprido. Tem pouca gordura, sendo óptimo para fazer caldeirada.
Choco com ervilhas, com grão ou com feijão
Coelho à caçador o coelho bravo é cozinhado com vinho, quando é confeccionado com coelho manso é costume acrescenta-se ramos de estevas para dar o sabor do coelho bravo.
Cabidela aqui a cabidela é feita com batatas
Feijoada de lebre
Raia d'alhada raia cozida com bastantes alhos e azeite. Embora já ninguém o faça, para a confecção desta receita a raia deveria ser salgada durante, pelo menos, um dia.
Lagosta de caldeirada
Polvo assado
Linguado
Safia
Ensopado de pata-roxa
Moreia frita prato muito procurado actualmente
Sardinhas (sardinhas albardadas) estas são fritas e posteriormente passadas por ovo
Carapaus fritos com molho de tomate
Cozido de couve com carne de porco e batata doce com o caldo da couve e com farinha de milho faz-se um pão que serve para acompanhar a carne de porco na brasa
Lapas cruas com figos torrados tradicional entrada
Caldeirada de javali
Arroz de Perdiz
Tibornas pão com azeite e alho

Doçaria:
Pasteis de batata doce
Glórias de Vila do Bispo receita antiga. Bolinhos de ovos e amêndoa
Arroz doce esta sobremesa é característica do concelho. Como aqui não leva ovos, o arroz doce é branco.
Morgado de Figo
Queijo de Figo (imagem)

Bebidas:
Aguardente de Medronho
Vinho caseiro de Barão de São Miguel
Fonte: nescapadinhas
Clima
O clima em Vila do Bispo apresenta temperaturas médias que rondam os 25ºC durante o Verão, o que significa que não sentirá o calor abrasador de outras zonas do Algarve aquando da estadia numa casa de férias naquela localidade. Os Invernos são agradáveis com temperaturas a rondarem os 14ºC.
Fonte: homeaway


 

 

72 locais a visitar e onde ir em: VILA DO BISPO e num raio de 25 Km
Igreja Matriz de Vila do Bispo
Vila do Bispo
Monumentos Megalíticos em Vila do Bispo
Vila do Bispo
Praia do Castelejo
Vila do Bispo
Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe
Vila do Bispo
Praia do Barranco
Vila do Bispo
Praia da Cordoama
Vila do Bispo
Praia da Ingrina
Vila do Bispo
Ruínas do Forte do Zavial
Vila do Bispo
Praia dos Rebolinhos
Sagres
Praia do Martinhal
Sagres
Salema - Informação Geral
Salema
Praia de Beliche
Sagres
Sagres
Sagres
Fortaleza de Beliche
Vila do Bispo
Forte do Beliche (cabo de s. Vicente)
Sagres
Fortaleza de Sagres
Vila do Bispo
Forte de São Luís de Almádena ( Fortaleza de Almádena)
Almádena
Cabo de São Vicente
Sagres
Burgau - Informação Geral
Burgau
Praia do Burgau
Burgau
Praia da Bordeira - Carrapateira
Carrapateira
Zoo de Lagos
Lagos
Igreja da Luz de Lagos
Lagos
Ruínas Romanas da Vila da Luz
Lagos
Estação Arqueológica Romana da Praia da Luz
Praia da Luz
Praia da Luz
Praia da Luz
Praia de Vale Figueiras
Aljezur
Praia do Penedo
Aljezur
Praia do Porto de Mós
Lagos
Praia do Canavial
Lagos
Baluarte da Porta dos Quartos
Lagos
Igreja de São Sebastião
Lagos
Posto de Informação Municipal
Lagos
Mercado Municipal
Lagos
Centro Cultural
Lagos
Ermida de s. João Baptista
Lagos
Baluarte das Freiras ou da Alcaria ou de São Nicolau
Lagos
Igreja de Santo António
Lagos
Baluarte do Jogo da Bola ou de São Francisco
Lagos
Baluarte da Porta da Vila ou de Santa Maria da Graça
Lagos
Mercado de Escravos
Lagos
Armazém Regimental
Lagos
Lagos - Informação Geral
Lagos
Ermida de Nossa Senhora dos Aflitos
Lagos
Ponta da Piedade
Lagos
Arco de São Gonçalo
Lagos
Praia da Dona Ana
Lagos
Praia do Camilo
Lagos
Muralhas
Lagos
Castelo de Lagos
Lagos
Forte da Ponta da Bandeira
Lagos
Praia do Pinhão
Lagos
Praias da Costa D’oiro
Lagos
Forte da Meia Praia
Lagos
Meia-praia
Lagos
Igreja Matriz de Odiáxere
Lagos
Ruínas da Fortaleza da Arrifana
Praia da Arrifana
Ruínas do Castelo de Arrifana
Aljezur

 

 

15 Restaurantes Onde Comer em: VILA DO BISPO e num raio de 15 Km
Restaurante Café Correia
Vila do Bispo
Restaurante Ribeira do Poço
Vila do Bispo
Restaurante Eira do Mel
Vila do Bispo
Restaurante Pizza Pazza
Vila do Bispo
Pastelaria Pão Quente
Sagres
Restaurante Retiro Do Pescador
Vila do Bispo
Restaurante Vila Velha
Sagres
Restaurante Mar À Vista
Faro
Mar à Vista
Sagres
Mar à Vista
Vila do Bispo
Letzte Bratwurst vor Amerika
Sagres
Restaurante Sítio Do Forno
Carrapateira

 

 

8 locais onde Beber, Divertir, Dançar em: VILA DO BISPO e num raio de 25 Km
Bar Roskos
Lagos
Nah Nah Bah
Lagos
The Jam Bar
Lagos
Bar Luisol
Lagos
Lana taberna De Lagos
Lagos
Shaker Bar
Lagos
Stevie Ray's
Lagos

 

 

5 serviços de apoio ao turismo em: VILA DO BISPO e num raio de 25 Km
Auto Rent III
Luz
LAGORENT-RENT-A-CAR LDA
Lagos
Marina-rent-a-car
Lagos
LUZCAR RENT-A-CAR
Lagos

 

 

14 Clubes e Campos de Golfe em: VILA DO BISPO e num raio de 50 Km
Parque da Floresta Golf Course
Vila do Bispo
Boavista Golf Course
Lagos
Onyria Palmares Golf
Lagos
Sir Henry Cotton Championship Course
Portimão
Resort Golf Course
Portimão
Alto Golf
Alvor
Cs Álamos Golf Course
Portimão
Gramacho Golf Course
Carvoeiro
Vale da Pinta Golf Course
Carvoeiro
Silves Golf Course
Silves
Oceânico Faldo Golf Course
Alcantarilha
Oceânico O'connor Golf Course
Alcantarilha

 

 

2 Tours, Excursões e Passeios em: VILA DO BISPO e num raio de 50 Km
Lagos and Sagres - Half day
Silves & Monchique
 
 

  Comentar & avaliar
Os seus comentários e a sua avaliação podem ajudar muito outros turistas. Agradecemos a sua colaboração.

Se já esteve em: Vila do Bispo
fale-nos da sua experiência

Carregue aqui...

Destinos turísticos em
Portugal

 

 

Partilhe as fotos das suas férias em Vila do Bispo

 

 


 

2 Vídeos de:
Vila do Bispo Algarve Portugal
Praias e paisagens da Costa Vicentina


Aljezur Algarve
2011-09-03

The Best of Algarve - O Melhor do Algarve


Albufeira Algarve
2012-09-04


36 Fotos de:
Vila do Bispo
 
 
HOME | Quem somos | Politica de privacidade | Publicidade | Contactos | Mapa do Site