Peru

Destino de férias cultural
Fotos de: Peru
Mapa de localização
Aeroportos
Hotéis e outros Alojamentos
Campos de Golfe
O que visitar
Onde Comer
Onde Divertir
Consulados & Embaixadas
World Nomads
O Seguro de viagem com as maiores coberturas

Outros destinos turísticos em:
Peru
Arequipa, Peru
Cusco - Peru
Huanchaco
Iquitos, Peru
Lima, Perú
Machu Picchu, Peru
Puno
Tacna

Peru
Peru é um país sul-americano limitado ao norte pelo Equador e pela Colômbia, a leste pelo Brasil e pela Bolívia e a sul pelo Chile. O seu litoral, a oeste, é banhado pelo oceano Pacífico.

O território peruano abrigou a civilização de Caral, uma das mais antigas do mundo, bem como o Império Inca, considerado o maior Estado da América pré-colombiana. O seu território foi elevado a vice-reinado pelo Império Espanhol, no século XVI. Atualmente, o Peru é uma república presidencialista democrática dividida em 25 regiões. A sua geografia é variada, exibindo desde planícies áridas na costa do Pacífico, aos picos nevados dos Andes e à floresta amazónica, caraterísticas que proporcionam a este país diversos recursos naturais.
Língua oficial
Castelhano
Moeda
Novo sol. O dólar dos EUA é também usado de forma corrente.
Documentação
O passaporte deve ter uma validade nunca inferior a seis meses.
Os cidadãos pertencentes à UE não necessitam de visto prévio para estadias de curta duração. O visto é concedido à entrada no país por um prazo que poderá ir no máximo até 180 dias. Findo o prazo concedido, terão de pagar uma multa de 1 dólar por dia ou sair do país para regressar em seguida.
Turismo
O Peru é um país de arraigada tradição e de passado indígena, mas também fortemente ligado aos costumes impostos pelos conquistadores espanhóis que chegaram à região na primeira metade do século 16. Essa mistura de culturas deixou no vasto território monumentos históricos, igrejas e sítios arqueológicos, sem contar que a natureza aqui também não deixa por menos, com florestas, desertos e cordilheiras nevadas.

Na lista de cidades e atrações imperdíveis está Cusco, Património Histórico da Humanidade, cujas ruas e becos de pedras parecem respirar os mesmos ares da época dos incas. A capital, Lima, tem encantadora arquitetura colonial. Mas são os misteriosos territórios de Machu Picchu o ponto de atração mais intensa dos turistas que visitam esse país mestiço.

Na costa norte, o eixo entre a colonial Trujillo e a pacata Chiclayo reserva descobertas arqueológicas impressionantes. Ali foram encontrados o Senhor de Sipán, um semideus da cultura moche, anterior aos incas, além da Dama de Cao, múmia preservada depois de 1700 anos que evidencia o relevante papel das mulheres nas sociedades pré-colombianas. Nessa região também estão as ruínas de Chan Chan, a monumental capital de barro chimú, Patrimônio da Humanidade desde 1986.

Quando visitar o altiplano andino, lembre-se de que a altitude pode vir a lhe causar o mal da montanha (soroche), então siga um ritmo lento para adaptação e curta o lugar com calma.

Já ao sul encontram-se as misteriosas linhas de Nazca, fonte das mais amalucadas teorias sobre a sua função e construção, indo de alienígenas a uma civilização superior perdida. Seja como for, somente pode-se apreciar a sua dimensão de avião, helicóptero ou balão.

Outra faceta peruana que começa a entrar no mapa é sua gastronomia. Imigrantes espanhóis, italianos e japoneses criaram suas próprias versões de receitas de sua pátria e as adaptaram ao que encontravam nos mercados locais. Com a sua imensa variedade de batatas, milhos, tomates, pescados e pimentas, pratos cada vez mais elaborados e únicos foram nascendo e deram origem à cozinha local. Agora, o antes simples ceviche, uma marinada de pescados, amplia seus horizontes e ganha versões maravilhosas. Aqui também encontra o pisco, a bebida nacional, um destilado do mosto da uva, base para elaborados drinques.

Ruínas espetaculares, trekkings fundamentais, uma cultura única e uma rica gastronomia.
Gastronomia
Muitas pessoas não sabem desta faceta do Peru, mas o país tem uma forte gastronomia. Com uma culinária diversificada, os peruanos são conhecidos por misturar ingredientes indígenas com influências espanholas, japonesas, italianas, chinesas e até africanas.

A gastronomia peruana está fazendo tanto sucesso que começa a ser reconhecida internacionalmente. Uma das vantagens da culinária peruana é o facto de este país ser o que reúne a maior variedade de pratos típicos, chegando ao total de 491 receitas. De todas as possibilidades, as mais consumidas são o tacu tacu, o picante de langostino, o chairo, o lomo saltado e o ceviche.

Com estas caraterísticas, é normal que o turismo gastronómico seja desenvolvido. Aliás, o próprio governo peruano tem incentivado este setor, concedendo entrevistas para falar sobre o assunto. Outra atitude que está sendo tomada é a realização de eventos gastronómicos. Vários destes acontecimentos acontecem ao longo do ano nos mais diversos departamentos do país, sendo que cada evento se foca na gastronomia típica da sua região.

Uma dica, neste sentido, é visitar o Peru durante a Feira Hoteles & Cubiertos, que já está se tornando tradicional no país. Geralmente, esta feira gastronómica acontece durante o mês de novembro e reúne grandes chefs de hotéis e empresas peruanos.

A gastronomia peruana foi declarada, em 2007, um património cultural do país. A justificativa foi a de que a cozinha peruana tem o poder de mostrar a expressão cultural do povo peruano e ainda ajuda a consolidar a identidade cultural do país.

Outra curiosidade é o fato de a culinária típica peruana usar alguns ingredientes principais, sendo eles as batatas, a batata doce, a pimenta, o tomate, a cherimoia (uma fruta típica do país), a graviola, o achiote (semente de uma fruta típica do Peru), o peixe, o tremoço, o milho e tubérculos em geral.
Clima
No período que vai de Outubro a Abril existe sempre possibilidade de ocorrerem grandes intempéries, particularmente nas zonas montanhosas que provocam chuvas torrenciais, inundações e debilitação nas encostas das montanhas, criando perigo de grandes derrocadas de pedras e deslizamento de terras (conhecidas como "huaicos").

Selva: quente e húmido e chuvas tropicais; serra: frio e seco;zona costeira: húmido e temperado.
Segurança
1. Em consequência da presença de elementos da organização terrorista Sendero Luminoso, na maior parte das vezes associados ao narcotráfico, desaconselham-se deslocações nos vales dos rios Ene e Apurimac, na Serra Central e no vale do rio Huallega, no vale do rio Putumayo junto à fronteira com a Colômbia e na Serra Norte, ns seguintes áreas:
- Distrito de Cholon, da Província de Marañon, do departamento de Huánaco;
- Distrito de Monzon, da província de Humalies, do departamento de Huánuco;
- Toda a provincia de Leoncio Prado, do departamento de Huánaco;
- Toda a província de Tocache, do departamento de San Martin;
- Toda a província de Padre Abad, do departamento de Ucayali.

2. Um pouco por todo o Peru podem ocorrer situações de conflitualidade social, como manifestações, paralisações, bloqueios de estrada e greves, que por vezes degeneram em episódios violentos. As regiões mais afetadas nos últimos anos por este tipo de ocorrências são as áreas mineiras da cordilheira andina e a zona fronteiriça com a Bolívia. Dado o caráter imprevisto dos movimentos sociais e de quais as áreas que podem ser afetadas, recomenda-se aos viajantes que procurem manter-se informados sobre as condições de segurança.

A criminalidade comum (roubo, furtos) é elevada nos locais mais frequentados por turistas como os núcleos históricos de Lima, Cusco, Trujillo e Arequipa, em Machu Pichu e noutros centros arqueológicos.

Aconselham-se os nacionais a evitarem o recurso a guias informais em zonas turísticas, contratando somente guias oficiais. É recomendável vigiar e assegurar bolsas, mochilas, câmaras e outros pertences pessoais.

Recomenda-se precaução no uso, evitando a exibição em público, de dinheiro, cartões de crédito, objetos de valor, bem como de passaportes, documentos de identificação ou passagens aéreas.

Não é aconselhável viajar sozinho, sendo também de evitar viagens rodoviárias durante a noite. Recomenda-se que longas deslocações ao interior do país sejam feitas via aérea e não em autocarro ou automóvel.

O Peru está situado numa região de risco sísmico elevado. Os tremores de terra são frequentes em todo o País, especialmente ao longo da costa e da cordilheira andina.
Saúde
Alerta-se para a possibilidade de contrair dengue (aedes aegypt) através de picada de mosquito. Os sintomas são febre muito alta, dores de cabeça, dores nos olhos, dores musculares e articulares e erupções cutâneas. Pode também ser acompanhado de dores abdominais e pequenas hemorragias. Os casos mais graves podem causar risco de morte. As áreas mais atingidas são a selva amazónica e regiões irrigadas da costa. A prevenção, não completamente eficaz, consiste no uso de repelentes, mangas compridas, calças, chapéu, meias, sapatos fechados e, sempre que possível, dormir sob uma rede mosquiteira.

A rede sanitária é boa na capital e razoável no resto do país. A água deve, no entanto, ser fervida. O tratamento médico poderá ser caro e não estar disponível em todas as regiões do país. Em Lima existem boas clínicas e hospitais privados. O sistema público de saúde apresenta carências.

Sendo a hepatite, a disenteria e o dengue endémicos, não é aconselhável a ingestão de água corrente ou de legumes ou frutas por desinfetar.

São recomendáveis as vacinas contra a hepatite, a febre tifoide, o tétano e a pólio. É também recomendável a proteção contra as queimaduras dos raios solares, que são muito fortes em virtude da proximidade do equador.

Os cuidados a observar variam ainda de acordo com as três regiões naturais em que se divide o Peru: Na selva é recomendável a vacina contra a febre amarela e a proteção contra a malária - uso de repelentes, vestir roupas de mangas compridas, especialmente ao amanhecer e anoitecer. Poder-se-á fazer a profilaxia contra a malária.

Na serra, a altitudes superiores a 3000 metros de altitude, como por exemplo em Cusco, pode ocorrer nos primeiros dias o soroche, ou "mal da altura", caraterizado por dificuldade em respirar, cansaço e dores de cabeça. As pessoas com problemas cardíacos deverão consultar o seu médico antes de viajar para estas zonas.

É aconselhar o descanso e a ingestão moderada de sólidos e líquidos, nas primeiras horas após a chegada, para permitir a adaptação e evitar o mal-estar.

Na Costa não existe recomendação em particular, com exceção do uso de protecção solar adequada.

O tratamento médico poderá ser caro e não estar disponível em todas as regiões do país. Em Lima existem boas clínicas e hospitais privados. O sistema público de saúde apresenta carências. É pois aconselhável a subscrição de uma apólice de seguro de viagem e de saúde com cobertura neste país.
Telecomunicações e Eletricidade
Telemoveis
O uso de dispositivos móveis pode ser usado caso tenha o roaming ativado, contudo, atenção a encargos muito elevados de roaming.

Internet
O Peru está razoalvelmente servido de serviços de internet, existem vários cybers-cafes com conexões de alta velocidade.
No caso de se ter um laptop ou notebook, existem inúmeros cafés que disponibilizam a conexão wi-fi gratuita.

Eletricidade
A eletricidade é de 220 Volts 60 Hz.
Aconselha-se ter um kit de adaptadores para as tomadas.

Outros destinos turísticos mundiais

Panamá
Panamá
Ilhas Fiji
Fiji
Isla Margarita
Venezuela
Uruguai
Uruguai

Destinos de cidade e escapadelas de fim de semana

São Luís do Maranhão
Brasil
Varsóvia
Polónia
Roma - Italia
Itália
Pamukkale, Turquia
Turquia
Porquê reservar com ROTAS TURISTICAS
Os melhores preços
As nossas parcerias com os maiores operadores mundiais, oferecem uma pesquisa dos melhores preços de mercado.
Mais opções
No Rotas Turísticas pode reservar o hotel, comprar a passagem aérea, reservar o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa, reservar as excursões locais, alugar o carro, fazer o seguro de viagem e consultar os locais a visitar e onde ir
Dicas & Destinos de férias
Centenas de destinos de férias com todas as opções que lhe permitem facilmente escolher o destino que melhor combina com as suas férias de sonho.


Siga-nos nas redes sociais