Bolívia

Destino de férias cultural
Fotos de: Bolívia
Mapa de localização
Aeroportos
Hotéis e outros Alojamentos
Campos de Golfe
O que visitar
Consulados & Embaixadas
World Nomads
O Seguro de viagem com as maiores coberturas

Bolívia
Bolívia, oficialmente Estado Plurinacional da Bolívia, é um país encravado no centro-oeste da América do Sul. Faz fronteira com o Brasil ao norte e leste, Paraguai e Argentina ao sul, e Chile e Peru ao oeste.

Antes da colonização europeia, a região andina boliviana fazia parte do império Inca - o maior império da era pré-colombiana. O império Espanhol invadiu e conquistou essa região no século XVI. Durante a maior parte do período colonial espanhol, este território era chamado Alto Peru ou Charcas e encontrava-se sob a administração do Vice-Reino do Peru, que abrangia a maioria das colónias espanholas sul-americanas. Após declarar independência em 1809, dezasseis anos de guerras se seguiram antes do estabelecimento da república, instituída por Simon Bolívar, em 6 de agosto de 1825. Desde então, o país tem passado por períodos de instabilidade política, ditaduras e problemas económicos.

A Bolívia é uma república democrática, dividida em nove Províncias. Geograficamente, possui duas regiões distintas, o altiplano a oeste e as planícies do leste, cuja parte norte pertence à bacia Amazónica e a parte sul à Bacia do Rio da Prata, da qual faz parte o Chaco boliviano. É um país em desenvolvimento, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) médio e uma taxa de pobreza que atinge cerca de 60% da população. Dentre suas principais actividades económicas, existe a agricultura, silvicultura, pesca, mineração, e bens de produção como tecidos, roupas, metais refinados e petróleo refinado. A Bolívia é muito rica em minerais, especialmente em estanho.

A população boliviana, estimada em 10 milhões de habitantes, é multi étnica, possuindo ameríndios, mestiços, europeus, asiáticos e africanos. O grande número de diferentes culturas na Bolívia contribuiu para uma grande diversidade em áreas como a arte, culinária, literatura e música.
Turismo
Bolívia conta com muitos pontos turísticos já que é um país multi-étnico e multi-cultural e por possuir maravilhas naturais, materiais e culturais.

Fazer turismo na Bolívia exige uma certa preparação (física e mental). Esta nação de fortes tradições indígenas costuma assustar os que estão acostumados ao turismo fácil de outros países sul-americanos. Estradas e vias públicas em péssimo estado de conservação, cidades com trânsito caótico e uma rede hoteleira que muitas vezes se resume a um pequeno estabelecimento sob administração familiar são alguns dos obstáculos a se superar para conhecer um país belíssimo e único.
Aos poucos, o susto vai dando lugar ao encantamento (aliada a uma boa dose de paciência) e os olhos começam a testemunhar a beleza de cidades coloniais como Potosí, cujo centro histórico foi declarado pela Unesco um Património Histórico da Humanidade, ou a experiência única de cruzar áreas desérticas do sul do país, como os que viajam por terra entre o salar do Uyuni e o deserto do Atacama, no vizinho Chile. La Paz é uma das principais portas de entrada para o país via aérea. A sua proximidade com sítios fantásticos, como o lago Titicaca e Tihuanaco, além de picos andinos fabulosos, fazem dela um centro logístico ideal.

O cenário formado por imensas placas de sal, vulcões, geiseres e lagoas é capaz de apagar todos os efeitos colaterais que uma viagem a Bolívia possa causar. O seu rico passado nativo, aliado às heranças hispânicas, concedem ao visitante lições preciosas de história.
Gastronomia
A gastronomia típica da Bolívia difere de acordo com a região do país.

O pequeno-almoço habitual na Bolívia são salteñas (vegetais e carne e pastéis), cuñape (um pequeno rolo com queijo em cima e pão é preparado em farinha de mandioca), tucumana (semelhante a um salteña mas frito), e empanada (como um salteña e, normalmente, preenchido com queijo e carne). Outros bolivianos também começam o dia com uma mistura de frutas como licuado (leite misturado ou água, açúcar e frutas), ensalada de Frutas (frutas fatiadas com iogurte com nozes e mel em cima), e vitamínico (frutas, açúcar, leite e um tiro de cerveja).

Algumas das principais refeições que geralmente são servidas no país incluem picante de pollo (feita de batatas fritas, frango frito com piripiri e salada), lechon al horno (consiste de um porco assado e servido com banana frita e batata doce ), e montado de lomo (um filé mignon frito servido com arroz, banana frita e ovos). Os deliciosos petiscos e comida de rua na Bolívia incluem anticucho (coração do gado e servido com molho de milho picante e batatas), choripan (sanduíche de linguiça picante), humitas (feito de cebola, milho puré, óleo de urucum e tortillas cheios de batatas) e salchipapa (fatiado frito salsicha com batatas).

Algumas das bebidas típicas do país são api (chá com milho, canela, cravo e limão), chicha (feito de frutas ou mandioca), Chuflay (preparado com jigger de singani, Sprite ou 7-Up), singani (licor nacional na Bolívia e feito de uva moscatel), mate de coca (chá de folhas de coca), El Inca (doce cerveja com baixo teor alcoólico), yungueño (preparado com jigger de singani, sumo de laranja e açúcar ou xarope), vinho, shake de frutas e cocktails de laranja.
Moeda
O boliviano
Língua oficial
A principal língua falada é o espanhol, embora o aimará e o quíchua também sejam comuns. Além delas, outras 34 línguas indígenas são oficiais.
Documentação necessária
Documentos

Passaporte é exigido por todos os viajantes, excepto os seguintes:

Viajantes com bilhete de identidade nacional emitido pela Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.
Viajantes com um "Passe Diplomático" emitido pela Organização das Nações Unidas.
Viajantes com documentos emitidos aos refugiados e pessoas sem nacionalidade ou cidadania.

Os Passaportes ou documentos alternativos, devem ser válidos no mínimo por 1 ano, no momento da chegada.

Vistos turísticos

Emitidos pelos Consulados da Bolívia (ou secção consular das Embaixadas)
Requisitos para aplicação:
Uma foto tamanho da do passaporte.
Formulário de inscrição preenchido.
Passaporte com validade de pelo menos 1 ano.
Taxa a pagar em dinheiro ou cheque.
Bilhete de avião de regresso e itinerário de viagem como prova de viagens.
Certificado de vacinação contra a febre-amarela pode ser necessária.
Para Visa de Estadias Específicas, que não turismo, uma carta de apresentação da empresa ou instituição relevante como prova de intenções de negócios e as datas da viagem.
Cópia da confirmação de reservas de hotel. Se ficar com amigos ou família, uma carta de convite do anfitrião, na Bolívia, pode ser usada em vez de reserva do hotel. A carta deve ser dirigida à Embaixada da Bolívia, e deve indicar a relação com o requerente, as datas da visita, bem como o endereço e o número de telefone onde vai ficar.

Tempo necessário para a emissão de vistos
1 a 2 dias para os nacionais que necessitem vistos turísticos sem autorização especial.
Aproximadamente 6 semanas para todos os outros cidadãos que necessitam de visto de turista e autorização especial do Ministério das Relações Exteriores da Bolívia.

Vistos devem ser requeridos por todos, desde que viajem para fins turísticos, excepto:
Nacionais dos países mencionados acima.
Nacionais de Antígua e Barbuda, Argentina, Austrália, Áustria, Bahamas, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Dinamarca, Equador, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Islândia, Israel, Itália, Japão, Luxemburgo, Mónaco , Nova Zelândia, Antilhas Holandesas, Países Baixos, Noruega, Panamá, Paraguai, Peru, Filipinas, Polónia, Portugal, Espanha, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas, África do Sul, Suécia, Suíça, Turquia, Reino Unido , Estados Unidos da América, Uruguai, Vaticano;
Passageiros em trânsito (exceto os nacionais de China) que continuam sua viagem pelo mesmo ou primeiro avião dentro de 24 horas desde que possuindo válida documentação de ida ou de volta e não saírem do aeroporto.

Nota:
Todos os cidadãos que viajam a negócios precisam de um visto de Propósito Específico.
Os nacionais que não necessitam de visto de Turista geralmente são autorizados a permanecer por um período de 30-90 dias, verificar nos Consulados da Bolívia (ou secção consular das Embaixadas).
Além de um visto, os cidadãos de muitos países também precisam de autorização especial; verificar nos Consulados da Bolívia (ou secção consular das Embaixadas).
Cuidados de saúde
Na Bolívia os serviços dos hospitais públicos são bastante pobres, enquanto os hospitais privados possuem boas instalações.

Antes de sair recomenda-se contratar um seguro de saúde e de viagem para cobrir eventuais despesas médicas.

Nenhuma vacina é obrigatória. Uma vacinação contra a febre-amarela e a profilaxia de malária é recomendada para aqueles, que pretendem viajar para a Amazónia ou na zona tropical a leste do país.
Comunicações e eletricidade
Telefones celulares/Telemóveis: A rede telefónica móvel não cobre todo o país. As tecnologias utilizadas na Bolívia são D-AMPS, GSM, GPRS, EDGE.

Operadores móveis: Entel, Tigo, NuevaTel PCS.

Internet: Muitos hotéis têm ligações à Internet gratuitas ou pagas. Apenas nas grandes cidades existem cafés de Internet.

Eletricidade: A corrente elétrica é de 115/230 volts, 50 Hz.

Tomadas elétricas: As tomadas elétricas na Bolívia são de tipos A e C. As tomadas do tipo A são semelhantes aos utilizadas nos Estados Unidos da América, enquanto que os de tipo C são os mesmos que a europeia.
Outros destinos turísticos em:
Bolívia
Potosi, Bolivia
Cochabamba, Bolívia
CopaCabana - Bolívia
Lago Titicaca, Bolivia
La Paz, Bolivia
Oruro, Bolívia
Tarija, Bolivia

Outros destinos turísticos mundiais

Goa, India
Índia
Irlanda
Irlanda
Moçambique
Moçambique
Ilhas Fiji
Fiji

Destinos de cidade e escapadelas de fim de semana

São Francisco, Califórnia
Estados Unidos da América
Bergamo, Itália
Itália
Porto - Portugal
Portugal
Ottawa, Canada
Canadá
Porquê reservar com ROTAS TURISTICAS
Os melhores preços
As nossas parcerias com os maiores operadores mundiais, oferecem uma pesquisa dos melhores preços de mercado.
Mais opções
No Rotas Turísticas pode reservar o hotel, comprar a passagem aérea, reservar o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa, reservar as excursões locais, alugar o carro, fazer o seguro de viagem e consultar os locais a visitar e onde ir
Dicas & Destinos de férias
Centenas de destinos de férias com todas as opções que lhe permitem facilmente escolher o destino que melhor combina com as suas férias de sonho.


Siga-nos nas redes sociais