Japão

Destino de férias exótico
Fotos de: Japão
Mapa de localização
Aeroportos
Hotéis e outros Alojamentos
Campos de Golfe
O que visitar
Onde Divertir
Consulados & Embaixadas
World Nomads
O Seguro de viagem com as maiores coberturas

Outros destinos turísticos em:
Japão
Quioto

Japão
Japão é um país insular da Ásia Oriental. Localizado no Oceano Pacífico, a leste do Mar do Japão, da República Popular da China, da Coreia do Norte, da Coreia do Sul e da Rússia, se estendendo do Mar de Okhotsk, no norte, ao Mar da China Oriental e Taiwan, ao sul. Os caracteres que compõem o seu nome significam "Origem do Sol", razão pela qual o Japão é às vezes identificado como a "Terra do Sol Nascente".

O país é um arquipélago de 6 852 ilhas, cujas quatro maiores são Honshu, Hokkaido, Kyushu e Shikoku, representando em conjunto 97% da área terrestre nacional. A maior parte das ilhas é montanhosa, com muitos vulcões como, por exemplo, os Alpes japoneses e o Monte Fuji. O Japão possui a décima maior população do mundo, com cerca de 128 milhões de habitantes. A Região Metropolitana de Tóquio, que inclui a capital de facto de Tóquio e várias prefeituras adjacentes, é a maior área metropolitana do mundo, com mais de 30 milhões de habitantes.
Língua Oficial
japonês
Moeda
Iene
Documentação
Para turismo, os cidadãos da União Europeia estão isentos de visto pelo período de 90 dias. A entrada com a finalidade de turismo não permite o pedido de prorrogação nem autorização de residência neste país.

Existem vários tipos de visto concedidos pelo Japão, devendo os interessados requerer o visto adequado na Embaixada do Japão da sua residência. O prazo de validade e o tipo de visto emitido devem ser rigorosamente respeitados. Não abandonar o país após o seu vencimento pode resultar em multa e deportação, tendo como consequência a proibição de entrada no Japão por um período de dois anos. Eventuais deportações efectuar-se-ão a expensas do viajante.

O visto não garante a entrada por si só, já que esta decisão continua a ser competência das autoridades de imigração do país em causa, nomeadamente dos oficiais de segurança da fronteira.

A legislação de imigração da maioria dos países não prevê a possibilidade de recurso em caso de indeferimento do pedido de visto.

Muitos países exigem que os passaportes de quem entra no país sejam válidos, pelo menos, por um período de seis meses. Neste sentido, as autoridades de imigração poderão colocar problemas a quem pretenda entrar no país com a validade de passaporte menor do que o tempo que irá permanecer no país. Recomenda-se, por isso, a renovação de passaporte antes de se viajar, ou verificar com a missão diplomática relevante do país em causa se esta regra é aplicável.
Turismo
A terceira maior economia do mundo tem muito mais a oferecer do que robots, sushi e samurais. Tóquio é a super-megalópole mais limpa e organizada do planeta, com a mais alta concentração de excelentes restaurantes de alto nível do planeta – e não estamos falando só de sashimi, mas casas que oferecem pratos italianos e franceses que não encontraria em Bolonha ou Paris. Ao seu redor estão passeios imperdíveis como a calma Kamakura, a histórica Nikko e a pouco-histórica Tokyo Disneyland. Se utilizar o comboio de alta velocidade, opte pelas vistas espetaculares do Monte Fuji ou dos incríveis Alpes Japoneses, perfeitos para caminhadas idílicas ou ótimas pistas de esqui. A região de Kansai, onde se localizam as cidades de Kyoto, Osaka e Nara, é o lar cultural do Japão, com os mais notáveis templos, palácios e castelos do país. Por ali ficará cara a cara com a cerimónia do chá, a meditação budista, as gueixas e o kaiseki – o banquete no estilo japonês. Rumo ao sul, compreenda a razão pela qual Hiroshima é um símbolo da paz e descubra o Japão tropical nas praias paradisíacas banhadas pelas águas azuis de Okinawa.

Tomando o caminho do norte, paisagens selvagens e montanhosas são os destaques. Em todas as estações do ano Hokkaido seduz os seus visitantes, ora com tapetes sem fim de lavandas em flor, ora recebendo esquiadores de todo mundo em super resorts como Furano e Niseko.

Isso para não falar da gastronomia, que do tradicional ao fusion combinou receitas nativas com importações da Ásia e Europa para criar uma cozinha bela, saborosa e, mais importante do que nunca, nutritiva.

SUGESTÃO DE ROTEIRO

Ficar menos de dez dias no Japão é um sacrilégio. Reserve cinco dias para conhecer Tóquio e arredores, visitando Nikko e Kamakura. Num ritmo calmo e sem exagerar no número de templos, Kyoto pede três dias de imersão na cultura japonesa. Ótimos passeios próximos à cidade estão em Nara e Osaka. Rumo ao oeste, não deixe de visitar o castelo de Himeji e a cidade de Hiroshima. Para quem tiver alguns dias de sobra, visite a pequena e charmosa Takayama. Se vier no inverno, a ilha de Hokkaido, ao norte, e os Alpes Japoneses, ao centro, possuem algumas das melhores e mais bem estruturadas pistas de esqui. Ambas já sediaram os jogos olímpicos de inverno, em 1972 e 1998.

EXPERIÊNCIAS OBRIGATÓRIAS

- Hospedar-se em um ryokan e dormir em um futon sobre esteiras tatami. Para os bravos, tente também um hotel-cápsula;

- Banhar-se numa piscina térmica de um spa ou onsen;

- Provar os seguintes pratos: sushi em Tóquio, lamen em Sapporo e Fukuoka, enguia em Shizuoka, okonomiyaki em Hiroshima e Osaka, sobá em Okinawa e Nagano e o banquete kaiseki em Kyoto;

- Assistir a uma peça de teatro kabuki ou um dia de lutas de sumo (é tudo meio lento, mas interessante)

- Ver o Monte Fuji (no verão não tem neve);

- Esquiar em pistas de alto nível em Niseko, Furano ou Hakuba;

- Conhecer pequenas cidades históricas como Takayama, Nikko, Kamakura e Kanazawa.
Gastronomia
A culinária tradicional japonesa consiste em pratos preparados de arroz, sopa de miso (pasta de soja), peixe ou carne acompanhados de tsukemono (picles). Os temperos mais comuns na cozinha japonesa são o shoyu (molho de soja), o wasabi (raiz forte), o misso (pasta de soja), o karashi (mostarda), mirin e sake (bebida alcoólica a base de arroz) e dashi (caldo de peixe ou carne).

Pelo facto do Japão ser um país formado por ilhas, os japoneses criaram o hábito de utilizar o mar como fonte de alimento de onde retiram diversos tipos de peixes, moluscos e algas marinhas. O peixe é muito apreciado na culinária japonesa e consiste uma importante fonte de nutrição. É o ingrediente fundamental no preparo de pratos típicos como o sashimi (peixe cru) e o sushi (pequenos bocados de arroz temperados com vinagre cobertos com fatias de peixe cru).

A carne foi introduzida no Japão no século 19, até então não fazia parte da dieta tradicional japonesa. Foram criados novos pratos utilizando carne bovina, suína e de frango. Atualmente, o yakitori (espetinhos de frango grelhado) são muito populares, assim como o sukiyaki que consiste em finas fatias de carne preparadas junto com verduras e tofu (queijo de soja).

Apesar do macarrão ser originário da China, tornou-se muito popular no Japão. Existem vários tipos de macarrão, e dentre as variedades mais consumidas estão o soba (macarrão de trigo sarraceno), o udon e somen (macarrão de trigo) . O lamen , um dos pratos mais populares no Japão, é preparado com caldo e servido com vegetais e fatias de carne, também é possível preparar o famoso yakissoba (macarrão frito) com o mesmo tipo de macarrão.

A bebida predileta dos japoneses é o chá verde.

Outras bebidas populares no Japão são o chá preto, o saquê (vinho de arroz), o shochu (aguardente de arroz) e umeshu (licor de ameixa).
Clima
O Japão tem geralmente um clima ameno. As estações do ano são bem distintas. Junho é o mês da chuva no Japão, com calor e muita humidade. É recomendável que leve na bagagem um impermeável. Entre Julho e Setembro, o Centro e Sul do Japão são, por vezes, assolados por tufões, que ocasionalmente provocam danos graves.
Segurança
O Japão é um país seguro e de baixa criminalidade.

A violação da lei criminal pode levar à detenção durante 27 dias, enquanto a polícia procede a averiguações, seguindo-se processo judicial.

As penas por introdução de estupefacientes, chegam frequentemente a 10 ou 15 anos de prisão, acrescidas de multas, cujos montantes podem atingir dezenas de milhares de euros.

O Japão tem uma cultura muito antiga e diferente da ocidental que, embora marcada por grande tolerância, deverá ser respeitada por quem visita o país.

É cada vez mais rigorosa a vigilância exercida sobre os fumadores. Em muitos locais apenas se pode fumar nos locais reservados para o efeito e em várias zonas de Tóquio é inclusivamente proibido fumar na rua, em movimento, existindo áreas de fumadores devidamente sinalizadas. O não cumprimento desta lei pode dar origem à aplicação de multa.
Saúde
A rede sanitária é de muito boa qualidade. Não existem patologias específicas ao país nem registo de contaminação de humanos por vírus com potencial pandémico.

Dependendo do tipo de visto japonês que se possua, poder-se-ão obter determinados cuidados médicos de emergência com custos cobertos pelo Estado japonês. Note-se que os serviços e cuidados de saúde no Japão podem ser extremamente dispendiosos.

Por outro lado, nem todos os estrangeiros com autorização de residência podem subscrever o Seguro Nacional de Saúde do Japão. Os interessados deverão entrar em contacto com a respetiva Câmara Municipal para obter mais informações.

Os interessados deverão igualmente informar-se acerca das entidades privadas japonesas que disponibilizam diversos seguros de saúde e suas respetivas condições.

Existem restrições à entrada de medicamentos no Japão, mesmo que para uso pessoal. Se considerar trazer a sua medicação para o Japão, deverá vir sempre acompanhada de declaração médica sobre o seu estado de saúde e necessidade do seu uso. Para mais informações entrar em contacto com a Embaixada do Japão do país de residência do visitante.
Telecomunicações e Eletricidade
Telemóveis
O uso de dispositivos móveis pode ser usado caso tenha o roaming ativado, contudo, atenção a encargos muito elevados de roaming.

Internet
O País está bem servido de serviços de internet, existindo vários cybers-cafes com ligações de alta velocidade.
No caso de se ter um laptop ou notebook, existem alguns cafés que disponibilizam a ligação wi-fi gratuita.

Electricidade
A eletricidade é de 110 Volts 50 Hz.
Aconselha-se ter um kit de adaptadores para as tomadas e um conversor de corrente para 220V.

Outros destinos turísticos mundiais

Creta - Grécia
Grécia
San Andrés
Colômbia
Portugal
Portugal
Polónia
Polónia

Destinos de cidade e escapadelas de fim de semana

Madrid
Espanha
La Paz, Bolivia
Bolívia
Arequipa, Peru
Peru
Salt Lake City
Estados Unidos da América
Porquê reservar com ROTAS TURISTICAS
Os melhores preços
As nossas parcerias com os maiores operadores mundiais, oferecem uma pesquisa dos melhores preços de mercado.
Mais opções
No Rotas Turísticas pode reservar o hotel, comprar a passagem aérea, reservar o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa, reservar as excursões locais, alugar o carro, fazer o seguro de viagem e consultar os locais a visitar e onde ir
Dicas & Destinos de férias
Centenas de destinos de férias com todas as opções que lhe permitem facilmente escolher o destino que melhor combina com as suas férias de sonho.


Siga-nos nas redes sociais