Site Map
  Home Home Forum Forum Minha conta Minha conta Participe Participe Contactos Contactos
Rotas Turísticas
www.rotasturisticas.com

Participe
Conte-nos acerca dos destinos de férias que visitou. Clique aqui.
Destinos de Férias
Portugal
Férias e informação: AVEIRO

AVEIRO o que fazer, o que visitar, onde ir, onde comer, reserva de hotéis, aeroportos mais próximos, fotos, informação geral, dicas, etc.
Avaliação geral Ainda não temos pontuação

Seja o primeiro a dar opinião acerca de AVEIRO
Hotéis em AVEIRO
Faça a sua reserva de hotel para AVEIRO
 
Hotel Moliceiro
Aveiro
   
Hotel As Americas
Aveiro
   
Melia Ria Hotel & Spa
Aveiro
   
Hotel Aveiro Palace
Aveiro
 
 
Hotel Afonso V
Aveiro
   
Hotel Jardim
Aveiro
   
Hotel Joao Padeiro
Aveiro
   
Hotel das Salinas
Aveiro
 
 
Jose Estevao Hotel
Aveiro
   
Hotel Aveiro Center
Aveiro
   
Casa Aveiro
Aveiro
   
Royal Guesthouse
Aveiro
 
 
Residencial Palmeira
Aveiro
   
Wake in Aveiro House
Aveiro
   
Hospedaria 5 Bicas
Aveiro
   
Welcome In
Aveiro
 
 
A Casa da Ti Laura
Aveiro
   
Next University
Aveiro
   
Cozy Apartment with Sunset View
Aveiro
   
Apartamento Aveiro
Aveiro
 
 
Casa da Beira Mar
Aveiro
   
SaberAmar City & Ria
Aveiro
   
Apartment In City Center
Aveiro
   
Residencial Joao Capela
Aveiro
 
 
Casa Aveiro Praça do Peixe
Aveiro
   
Aveiro Rossio Hostel
Aveiro
   
Luna Apartamento
Aveiro
   
Martins Apartments
Aveiro
 
 
Pousada de Juventude de Aveiro
Aveiro
   
Bed & Breakfast @ Aveiro's Downtown Hotel Apartments
Aveiro
   
Baga de Sal Wine Guesthouse
Aveiro
   
Aveiro Binibag Guest House
Aveiro
 
 
Aveiro Urban Flat
Aveiro
   
Hospedaria Familiar
Aveiro
   
Villa Aveiro
Aveiro
   
OC Salon Charm Hostel & Suites Hotel Guest houses Aveiro
Aveiro
 
 
Alojamento Alboi
Aveiro
   
Casa Charme
Aveiro
   
Aveiro City Lodge
Aveiro
   
Casa do Mercado Hotel Homestays Aveiro
Aveiro
 

Aeroportos próximos de AVEIRO a uma distância máxima de 250 km do centro de AVEIRO
CBP - Coimbra 56.29 km do centro de AVEIRO - Aeroporto Regional
VSE - Viseu 65.15 km do centro de AVEIRO - Aeroporto Regional
OPO - Francisco Sá Carneiro, Porto 66.06 km do centro de AVEIRO - Aeroporto internacional
VRL - Vila Real 105.20 km do centro de AVEIRO - Aeroporto Regional
BGZ - Braga Airport 106.42 km do centro de AVEIRO - Aeroporto Regional
COV - Covilha 107.90 km do centro de AVEIRO - Aeroporto Regional
CHV - Chaves 156.12 km do centro de AVEIRO - Aeroporto Regional
VGO - Vigo 175.88 km do centro de AVEIRO - Aeroporto internacional
BGC - Bragança 211.47 km do centro de AVEIRO - Aeroporto Regional

Informações gerais acerca de AVEIRO
Aveiro é uma cidade portuguesa, sede do distrito homónimo, situada na Região Centro, sub-região do Baixo Vouga, com cerca de 60 000 habitantes. O perímetro urbano é constituído pela freguesia de Glória e Vera Cruz (a área original da cidade), estendendo-se ainda para Aradas, Cacia, Esgueira, São Bernardo e Santa Joana. A cidade é conhecida como a "Veneza Portuguesa".

Fica situada cerca de 55 km a noroeste de Coimbra e cerca de 70 km a sul do Porto, sendo a principal cidade da sub-região do Baixo Vouga e a segunda cidade da região Centro, a seguir a Coimbra.

É sede de um município com 78 450 habitantes (2011) e 197,58 km² de área, subdividido em 10 freguesias.O município é limitado a norte pelo município de Murtosa (seja através da Ria de Aveiro, seja por terra), a nordeste por Albergaria-a-Velha, a leste por Águeda, a sul por Oliveira do Bairro, a sudeste por Vagos e por Ílhavo (sendo os limites com este último concelho também feitos por terra e através da ria), e com uma faixa relativamente estreita de litoral no Oceano Atlântico, a oeste, através da freguesia de São Jacinto. É um importante centro urbano, portuário, ferroviário, universitário e turístico.
Fonte: wikipedia
Turismo
Os locais a visitar na cidade de Aveiro são muitos e de muito interesse.
Sugerimos a utilização da BUGA (Bicicleta de Utilização Gratuita de Aveiro) para passear pela cidade e para conhecer alguns destes locais...

A BUGA é um equipamento destinado a proporcionar àqueles que habitam em Aveiro ou visitam a cidade uma forma agradável e ecológica de a conhecer e nela passear. Por uma moeda de um euro, que é reavida no final do passeio, pode-se descobrir e visitar Aveiro, de uma forma diferente.

O número de BUGAS disponíveis e de parques existentes e o horário de funcionamento do sistema, permitem a sua utilização de uma forma intensiva, descongestionando a cidade e tornando-a menos poluída.

O Fórum de Aveiro é um exemplo a seguir no que ao aproveitamento do espaço central da cidade diz respeito, para nele situar um conjunto diversificado de actividades: lojas, restaurantes, cinemas, livraria e aproveitamento do espaço subterrâneo para estacionamento.
A função comercial é central para a dinâmica de atracção desempenhada pelo Fórum de Aveiro. A variedade de actividades comerciais e de serviços concentrada num único espaço faz gravitar em torno do Fórum grande parte da vida aveirense.
O espaço é aberto, mas simultaneamente protegido pelo tipo de arquitectura utilizada - que sugere a imagem do antigo Fórum romano - favorece o encontro nos momentos de lazer e o passeio pelas áreas comerciais.

O "parque municipal" ou "parque da cidade" em que se honra o infante-regente D. Pedro, organizado a partir de 1862, graças ao empenhamento de Manuel Firmino da Maia, partindo da área que ao convento franciscano de Santo António pertencia.
Desse espaço da antiga cerca, com construções de pendor romântico como a fonte sob a escadaria monumental, aproveitou-se a ribeira para criar um cenário de lagos e fontes com envolvimento de vegetação.

Os jardins do Rossio são um pequeno espaço de lazer, mais que tudo voltado para a fruição do verde e acompanhando o Canal Central, em zona que dificilmente comportaria qualquer grande projecto de ocupação.
Assim, é um jardim que oferece aos moradores da zona e aos visitantes no centro da cidade um ambiente típico de Aveiro, passando-lhe o movimento ao lado e permitindo-lhe receber jorros de luz impregnada de salinidade.

A zona lagunar a que vulgarmente chamamos Ria de Aveiro, as suas ilhas e terrenos adjacentes resultaram da sedimentação que se iniciou nesse local da costa no século X.
Com o tempo, a acção dos ventos influenciando a direcção normal das ondas, deu origem a uma sedimentação costeira. Durante as marés vivas, a acção combinada do vento e das ondas sobre um banco de areia submerso levaram à formação das dunas. A manutenção deste espaço vital conduziu à Criação da Reserva Natural das Dunas S. Jacinto.

A Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto é constituída por três zonas de características diferentes e muito próprias:
Mata, Pateira e Dunas

O historial da arborização da Mata de S. Jacinto, teve início no século passado, quando toda a península formada era constituída por areias em movimento, nas quais até mesmo as comunidades vegetais pioneiras tinham dificuldade para se instalar.
A arborização propriamente dita, sendo feita a sementeira em linha, utilizando semente de Pinheiro-bravo e acácia sobre as sementes, foi colocado moliço ou mato para protecção destas.
Formou-se, assim, um povoamento de Pinheiro-bravo e acácia pobre, mas capaz de resistir às condições adversas existentes, fixando as areias e melhorando o solo, quer através da deposição da folhagem e detritos, quer através da fixação do azoto da atmosfera pelas raízes das acácias.
Em Agosto de 1995, ocorreu um violento incêndio que destruiu cerca de 200 hectares do coberto vegetal da Reserva Natural (Mata e vegetação dunar), tendo ardido mesmo algumas zonas que já tinham sido submetidas a corte.


A pateira é um charco que foi aberto artificialmente, numa zona afectada em tempos por um incêndio, na primeira metade da década de 80.
Com a sua criação, pretendeu-se atingir determinados objectivos:

1. Permitir aos visitantes da Reserva uma fácil observação das aves e de outros animais;

2. Criar locais de nidificação de determinadas espécies de aves;

3. Constituir bebedouros para a fauna;

4. Criar condições para o retorno e fixação das garças;

5. Constituir local de refúgio para a população de anatídeos da ria;

6. Possibilitar a diversificação da flora;

7. Formar uma barreira natural e uma fonte de água para combate a possíveis incêndios;

8. Fixar e aumentar a população de anfíbios; Aumentar e diversificar da fauna.

As dunas constituem uma zona de encontro entre o continente e o oceano.
O desenvolvimento de actividades, a intensificação de usos recreativos e a ocupação incauta deste espaço do território, têm conduzido a situações de desequilíbrio e erosão costeira e à destruição dos ecossistemas dunares litorais.
Para além de serem os "pulmões" do litoral, as dunas constituem uma das riquezas ecológicas e paisagísticas da região onde se inserem.
Um exemplo desta riqueza é a Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto, detentora de um sistema dunar litoral com cerca de 90 ha, num estado de equilíbrio, praticamente único no País.

Igreja das Carmelitas
Templo do antigo Convento das Carmelitas, edificado no século XVII, está revestido de riquíssima talha dourada de três épocas diferentes e de belos painéis de azulejos setecentistas.
Os tectos da nave e do coro são adornados com pinturas dos séculos XVII e XVIII.

Capela de São Gonçalinho
De plano hexagonal irregular, foi construída durante o primeiro quartel do século XVIII.
Realiza-se em honra do santo patrono, uma curiosíssima festa anual, no domingo mais próximo do dia 10 de Janeiro.
Pagam-se promessas ao Santo atirando quilos de cavacas doces da cúpula para quem quiser apanhar.

Igreja de São Domingos
Na actual Sé, pouco resta da antiga igreja do convento dominicano, cuja fundação remonta a 1423: uma parede de pedra talhada, com um nicho onde se encontra uma Nossa Senhora gótica.
Numa das capelas laterais, pode admirar-se um retábulo em calcário, representando a Visitação, obra renascentista dos fins do século XVI e, noutra, um magnífico retábulo em madeira esculpida com uma estátua maneirista policroma de Nossa Senhora do Rosário.
O pórtico é barroco e data de 1719.

Igreja da Misericórdia
É um edifício renascentista, construído em finais do século XVI e princípios do século XVII, durante a dominação filipina.
A fachada encerra um magnífico pórtico e é decorada de azulejos colocados na segunda metade do século XIX. O interior está revestido de painéis de azulejo de padrão tapeçaria.

Igreja do Carmo
Do convento seiscentista resta, somente a igreja.
No transepto, podem admirar-se dois altares dos séculos XVII e XVIII. Contem esculturas de valor artístico e telas representando cenas da Paixão.

Câmara Municipal de Aveiro
Edifício de sóbria elegância da última década do século XVIII, tem a fachada dividida em cinco corpos toscanos, sendo a parte central, de quatro pilastras, denominada pela torre sineira. Um frontão enquadra as armas de Aveiro.
É uma construção pombalina datada de 1797 (como se pode ler na frontaria).

Museu de Aveiro
Fundado em 1911, o Museu de Aveiro, conserva alguns espaços da anterior vivência conventual que integram o circuito de visita do museu.
O acervo do museu, com origem nos espólios do Convento de Jesus e de outras casas religiosas da cidade, abrange colecções de pintura, escultura, azulejo, ourivesaria, mobiliário, cerâmica com particular incidência no período barroco. Possui ainda um fundo documental dos séculos XV ao XIX.
O Projecto Museave (aplicado no museu) tem como objectivo a elaboração de material de software ligado aos conteúdos dos vários núcleos museológicos dependentes das instituições participantes do consórcio, nomeadamente o EcoMuseu da Marinha da Troncalhada e Museu Etnográfico de Requeixo, o Museu da Palhaça. Tornando-se assim um modelo, pois aposta no dinamismo e na reconversão tecnológica.

Biblioteca Municipal de Aveiro
A Biblioteca Municipal de Aveiro foi inaugurada em 1927 e ficou instalada na antiga casa do despacho da santa casa da Misericórdia. Só mais tarde em 1963 foi aprovada a construção de um edifício destinado ao turismo, serviços culturais e biblioteca, finanças e fazenda publica.
O edifício acabaria por ser inaugurado a 16 de Maio de 1970, satisfazendo assim as necessidades culturais da época.
O desenvolvimento socio-económico da população do concelho proporcionou a uma grande quantidade de jovens o acesso à educação, o que contribuiu para a diminuição do analfabetismo e, consequentemente, juntamente com os novos desenvolvimentos tecnológicos, levaram ao aumento da procura de informação na Biblioteca Municipal de Aveiro.
O número de utilizadores aumentou, fazendo com que a biblioteca não conseguiu-se responder as necessidades da população. Perante estas dificuldades, a autarquia aveirense decidiu candidatar-se a um programa da secretaria de estado da cultura.
Os serviços da arquitectura da Câmara Municipal de Aveiro, fizeram um notável aproveitamento do edifício. Projectando o espaço funcional esteticamente ajustado as novas exigências.
Conjugando os traços e os espaços arquitectónicos principais do edifício surgiram então os espaços como, átrios, sala polivalente, secção de adultos, secção infantil e áreas de gestão e serviços.
Actualmente, a Biblioteca Municipal de Aveiro impõem-se como um dos principais equipamentos culturais que a autarquia oferece a todo o concelho de Aveiro.
Pretende ter, os seus serviços baseados no manifesto da UNESCO sobre a biblioteca publica, conjugando os valores da informação, da cultura e do lazer.

Capitania de Aveiro
O edifício da Capitania do Porto de Aveiro, ou dos "Arcos", hoje propriedade da Câmara Municipal de Aveiro, tem uma longa história.
Construída inicialmente como moinho de maré, serviu em 1830 de apoio à fábrica de porcelanas de José Ferreira Pinto Basto, fundador da Fábrica Vista Alegre.
Mais tarde, em 1903 Francisco Augusto da Silva Rocha remodelou novamente o imóvel para albergar a Escola de Desenho Industrial.
Depois de uma grande reforma, a 25 de Abril de 2004 foi inaugurada e irá receber a Assembleia Municipal de Aveiro e uma sala de exposições.
Fonte: aveiroemguia.blogspot
Gastronomia
As tradições gastronómicas de Aveiro devem-se, em boa parte, aos paladares adocicados daqueles que, ao longo do tempo, foram cozinhando as receitas que agora fazem as delícias de residentes e visitantes.
Um caso exemplar é o das freiras do Convento de Jesus, que deixaram um legado muito rico e variado.
Temos desde logo, os típicos ovos moles, símbolo de Aveiro por excelência, servidos em pequenas pipas de madeira decoradas com coloridas pinturas com temas regionais ou com revestimento de hóstia imitando formas marinhas.
Percorrendo um pouco mais a doçaria aveirense, encontramos outros legados de conventos religiosos da região de igualmente fazer “crescer água na boca”. Como por exemplo: raivas, ovos em fio, castanhas doces, bolos de vinte e quatro horas, fatias húmidas, barrigas de freira.

Ovos moles é um doce típico da cidade de Aveiro. Trata-se de um doce regional, tradicional da pastelaria aveirense, cuja fórmula e método de produção original se deve às freiras dos vários conventos ai existentes até ao século XIX - dominicanas, franciscanas a carmelitas.
Extintos os conventos, o fabrico dos ovos moles manteve-se, graças a senhoras educadas pelas referidas freiras.

Ninguém dúvida que o doce mais famoso da região de Aveiro é o Pão-de-ló de Ovar, uma das mais famosas especialidades locais.
Poucos sabem é que esta especialidade local remonta para além de duas ou mais centenas de anos, sendo já referenciado por volta de 1700.
Tem-se por ideia que o Pão-de-ló de Ovar deve ter sido concebido nalgum convento das imediações e daí transportado para Ovar por alguém ligado ao convento.
Sabe-se que antes de 1900 o Pão-de-ló de Ovar era fabricado por algumas famílias, com carácter estritamente família.
Actualmente este doce é produzido em vários locais de Aveiro, assim como, em vários locais do país.

Mas não só em doçaria é rica a gastronomia da região.
Os apreciadores da boa mesa podem desfrutar de pratos de carne e de peixe, sobretudo deste último, fruto dos pescadores que povoaram, e ainda povoam, a cidade.
Comecemos pelas receitas de peixe. As sugestões são: a caldeirada de enguias ou as enguias de escabeche, a raia em molho pitau, as espetadas de mexilhão e as caldeiradas de vários peixes da Ria e do mar.
Quanto às carnes, pode optar pelo carneiro à lampantana (assado na caçoila de barro preto), o leitão assado, a chanfana de borrego ou de cabrito, o chouriço com grelos ou, ainda, uns rojões.
Fonte: aveiroemguia.blogspot
Clima
Pelo sistema internacional de classificação climática de Köppen, que tem por base valores mensais e anuais da temperatura média diária do ar e da precipitação (nomeadamente, temperatura do mês mais frio e do mês mais quente e precipitação do mês mais chuvoso e do mês mais seco). Depois de analisados os dados climáticos necessários à classificação de Köppen e do tipo Csb, constatou-se que, trata-se portanto de um clima temperado (mesotérmico) com Inverno chuvoso e Verão seco (Cs), sendo do tipo (a), onde a temperatura média do ar no mês mais quente é superior a 22ºC.
As principais características climáticas de Aveiro podem ser sintetizadas conforme se segue:
- Estações do ano: bem caracterizadas, com verão quente, Inverno frio e Primavera mais frio do que Outono.
- Temperatura média: anualmente, varia de 15.5ºC, oscilando entre 16.8ºC em 1997 e 14.4ºC em 1986, com o mês mais quente (Agosto 20.3ºC), oscilando entre 22,0ºC no ano 2005 e 18.6ºC em 1988.O mês mais frio (Janeiro 10.2ºC), variando entre 12.1ºC e 8.7ºC em 1998 e 1985, respectivamente.
-Temperatura extrema: a máxima absoluta foi de 39,0ºC em 1993; as mínimas absolutas já atingiram 3.5ºC abaixo de zero. Se regristaram 29 Dias com mínimas por baixo de 0ºC.
Fonte: torre.fis.ua


 

 

15 locais a visitar e onde ir em: AVEIRO e num raio de 25 Km
Aveiro - Informação Geral
Aveiro
Museu Marítimo de ílhavo
Ílhavo
Centro Cultural de ílhavo
Ílhavo
Igreja Matriz da Gafanha da Nazaré
Ílhavo
Museu da Vista Alegre
Ílhavo
Forte da Barra de Aveiro
Ílhavo
Capela de s. João Baptista
Ílhavo
Igreja da Sagrada Família da Praia da Barra
Ílhavo
Igreja Matriz da Nossa Senhora da Saúde da Costa Nova
Ílhavo
Igreja Matriz da Gafanha do Carmo
Ílhavo
Jardim Conde Sucena
Águeda
Parque Municipal de Alta Vila
Águeda

 

 

23 Restaurantes Onde Comer em: AVEIRO e num raio de 15 Km
Restaurante A Tasca do Confrade
Aveiro
Restaurante Adamastor
Aveiro
Restaurante Lá Cubata
Aveiro
Restaurante Mercado do Peixe
Aveiro
Restaurante O Mercantel
Aveiro
Telepizza - Aveiro
Aveiro
Restaurante Do Hotel Imperial
Aveiro
Restaurante Sal Poente
Aveiro
Restaurante A Proa
Aveiro
Restaurante Pizzarte
Aveiro
Restaurante Convívio
Aguada De Baixo
Restaurante O Cagaréu
Aveiro
Restaurante Solar Das Estátuas
Aveiro
Restaurante Abilio Marques
Aveiro
Restaurante A Peixaria
Buxtehude
Restaurante Praia Do Tubarão
Costa Nova do Prado
Restaurante da pousada de Torreira
Torreira
Restaurante da Adega Quinta do Encontro
São Lourenço do Bairro
Restaurante Pato Real Da Estalagem Da Pateira
Fermentelos

 

 

2 serviços de apoio ao turismo em: AVEIRO e num raio de 15 Km
Lovely Ria
Aveiro
Maxima Rent-a-Car, Lda.
Aveiro

 

 

8 Onde Comprar em: AVEIRO e num raio de 15 Km
Sephora Glícinias Plaza
Aveiro
New Game Forum Aveiro
Aveiro
Zara Forum Aveiro
Aveiro
Perfumes e Companhia Forum Aveiro
Aveiro
Decathlon Aveiro
Aveiro
Sport Zone Aveiro Shopping Center
Esgueira
Centroxogo Aveiro Shopping Center
Esgueira

 

 

3 Clubes e Campos de Golfe em: AVEIRO e num raio de 50 Km
Curia Golf Club
Curia
Oporto Golf Club
Espinho
Miramar Golf Club
Arcozelo

 

 

1 Tours, Excursões e Passeios em: AVEIRO e num raio de 50 Km
Lovely Ria - Passeios de Barco na Ria de Aveiro
Aveiro
 
 

  Comentar & avaliar
Os seus comentários e a sua avaliação podem ajudar muito outros turistas. Agradecemos a sua colaboração.

Se já esteve em: Aveiro
fale-nos da sua experiência

Carregue aqui...

Destinos turísticos em
Portugal

 

 

Partilhe as fotos das suas férias em Aveiro

 


Rotas Turísticas oferece-lhe os melhores preços em aluguer de automóveis.
Faça já a sua reserva.

 


 

1 Vídeo de:
Aveiro Aveiro Portugal
Aveiro e os Canais


Aveiro Aveiro
2014-08-28


51 Fotos de:
Aveiro
 
 
HOME | Quem somos | Politica de privacidade | Publicidade | Contactos | Mapa do Site